One World Observatory

Em dezembro de 2017 passei uma semana em Nova York, tempo suficiente para me apaixonar pela cidade e por tudo que ela oferece. Turista de primeira vez por lá, montei um roteiro bem turístico para explorar os principais pontos da famosa cidade americana e um dos lugares que eu mais me encantei foi a visita ao One World Observatory.

Após os atentados de 11 de setembro de 2001, além da homenagem às vítimas da tragédia (sobre esse memorial falarei em outro post), no espaço que anteriormente era ocupado pelo complexo do World Trade Center, também foi construído um novo prédio: o One World Trade Center.

A torre do One World Trade Center é o edifício principal do novo complexo, em Lower Manhattan, e atualmente o mais alto dos Estados Unidos e um dos mais altos do mundo. A inauguração foi realizada em novembro de 2014 e desde então, o One World Observatory (observatório 360º no topo da torre), é um dos pontos mais visitados pelos turistas em Nova York.

One World Observatory
One World Observatory – Foto por Mari Duarte

Confesso que a princípio a ideia de subir no topo de um ‘novo World Trade Center‘, me pareceu um pouco assustador. As imagens das antigas torres sendo atacas em 2011 será sempre forte na mente de quem viveu e viu tudo aquilo acontecendo na época, não tem como não sentir um certo frio na barriga. Porém, a vontade de ver Nova York de cima, sabendo que a cidade proporciona uma vista única, era maior do que qualquer ideia trágica que me viesse em mente.

One World Observatory
One World Observatory – Foto por Mari Duarte

Optei por ir pela manhã, apesar do frio, o dia estava lindo em Nova York com um céu aberto e azul. A segurança para a subida no One World Observatory é bem rígida, passei por várias inspeções e detectores (não me deixaram subir com o tripé pequeno para câmera, ficou no guarda volume). Os elevadores, que recebem o nome de Sky Pod, são bem modernos (é interativo com paredes de LED que exibem um filme sobre o surgimento dos prédios nos últimos séculos em Nova York) e a subida é bem rápida, ele sobe os 541 metros em basicamente 60 segundos.

Lá em cima o espetáculo começa logo quando você chega. Uma apresentação em telas de LCD (do chão ao teto) contam um pouco da história de Nova York e do ritmo frenético da cidade. É emocionante ver tamanha qualidade e precisão em todas as apresentações, tudo é perfeito e se relaciona até o verdadeiro objetivo do One World Observatory ser revelado. Depois de toda a arte ‘cinematográfica’, as telas dão lugar aos vidros e ao visual 360º da maravilhosa cidade de Nova York, é sensacional!

One World Observatory
One World Observatory – Foto por Mari Duarte
One World Observatory
One World Observatory – Foto por Mari Duarte

Por mais que eu fale sobre como é a vista lá de cima do One World Observatory, eu não vou conseguir colocar em palavras sobre o quão maravilhoso realmente é. É só subindo para acreditar! O caos da cidade lá em baixo dá lugar a uma Nova York que parece um quadro, ao silêncio e ao seu tempo de ficar ali admirando, descobrindo uma cidade que linda de perto e de cima.

One World Observatory
One World Observatory – Foto por Mari Duarte

Além do observatório o topo da torre oferece três restaurantes, todos bem agradáveis para combinar com o estilo do One World Observatory. Um deles é mais exclusivo e precisa de reservas antecipadas.

A experiência vale muito a pena, é algo além da vista. O ingresso para o One World Observatory pode ser adquirido no próprio One World Trade Center ou se preferir, assim como eu fiz, vale a pena comprar antecipadamente (e já pagar em Reais), pela Decolar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here