A subida com mais de 60 curvas até o Valle Nevado

Uma dos passeios que fiquei mais ansiosa para fazer no Chile, desde que comecei a montar meu roteiro de viagem, certamente foi a ida ao Valle Nevado e a Farellones. Até porque apesar de não ser uma época de neve no país (alta temporada por lá, quando funcionam as estações de Ski), subir até lá certamente me proporcionaria uma vista maravilhosa e uma sensação gratificante que só a natureza pode oferecer.

Valle Nevado
Foto Mari Duarte / Seja Um Viajante
Valle Nevado
Foto Mari Duarte / Seja Um Viajante

Comprei esse passeio, aqui no Brasil antes de viajar, pela Decolar. Preço acessível por pessoa, guia particular e uma van que faz o translado do hotel para os lugares, com as paradas para alimentação. Eis então que começa a aventura já mesmo na subida: o caminho até o Valle Nevado é composto de mais de 60 curvas na montanha, as quais certamente você não vai querer passar por elas dirigindo se nunca tiver passado por lá. Se você tem alguma facilidade com enjoos se prepare, até mais pra hora de descer, porém as paisagens e a vista da Cordilheira dos Andes é sensacional!

Como em Santiago fazia calor, cerca de 26 graus, optei então levar algumas blusas de frio até a montanha, porém no meio do caminho o guia orientou em uma parada, alugar roupas de neve (sim aquelas que usam pra esquiar). Surgiu a dúvida se precisava mesmo, afinal não era época de neve. O guia disse que entrou em contato com o pessoal da montanha e que a temperatura estava negativa por lá, eis então a minha primeira surpresa, era algo que realmente não estava no planejamento. Por via das dúvidas aluguei a roupa (luvas, jaquetas, botas, etc), sai cerca de 14 mil Pesos Chilenos por pessoa, acredito que na alta temporada do inverno isso aumente.

Valle Nevado
Foto Mari Duarte / Seja Um Viajante
Valle Nevado
Foto Mari Duarte / Seja Um Viajante

Enfim depois de 64km e aqueles milhões de curvas: cheguei ao alto da montanha! E gente: QUE FRIO! Naquele momento a primeira coisa que agradeci foi por ter realmente alugado a roupa de neve, estava gelado lá em cima, porém não nevando, AINDA.

Valle Nevado
Foto Mari Duarte / Seja Um Viajante

Lá em cima, ficam as principais pistas de Ski do Chile, que estavam desativadas por não ser inverno. Além disso, o gigante Valle Nevado Ski Resort é o que conduz o movimento na montanha. Nele encontramos restaurante, lojinhas, toda essas coisas para turistas e hospedes. As coisas lá em cima são absurdamente mais caras, então não deixe pra alugar a roupa lá, alugue no caminho. Pra quem quer se hospedar no Resort é sempre bom olhar com antecedência, principalmente em alta temporada, e já fica a dica: é um dos hotéis mais caros do país.Além do frio, que foi a primeira coisa que impressionou, porque naquela época do ano não costuma estar com temperaturas baixas assim, a imensidão da montanha é surreal. Quanto mais eu andava (e congelava) a sensação era que não querer parar, de subir até realmente o fôlego acabar. É um paraíso!

Valle Nevado
Foto Mari Duarte / Seja Um Viajante
Valle Nevado
Foto Mari Duarte / Seja Um Viajante

Fiquei cerca de uma hora e meia lá em cima, fotografando, admirando. A natureza é algo absurdo e é em situações assim que damos conta de quanto somos impotente diante dela, diante da imensidão que esse mundo é. Eu estava há mais de 3 mil metros acima do nível do mar, nunca tinha ido tão alto e nunca tinha visto algo tão impressionante, tão natural.

Quando eu achei que tudo já era sensacional o bastante, a maior de todas as surpresas: começou a nevar! Não era época, não era pra cair neve, não era pra temperatura estar tão baixa, porém acho que fui ‘premiada’ pela natureza, com mais belezas naturais do que eu realmente esperava. Vi também o Condor dos Andes, o pássaro símbolo da montanha e é uma ave enorme e nem tão fácil de ver assim por lá, mais um ‘presente’ que o Valle Nevado me deu. Se não me engano, a título de curiosidade ele é a maior ave de rapina do mundo e passou em um voo tão profundo montanha abaixo que infelizmente não deu tempo de fotografar.

Na volta do Vale Nevado, parei para almoçar em Farellones, outra estação de Ski da montanha. O restaurante de lá é mais em conta do que o do Valle Nevado e ó, a comida é ótima!

Valle Nevado
Foto Mari Duarte / Seja Um Viajante

Pra quem for ao Chile e estiver próximo, não deixe de conhecer o Valle Nevado, é uma experiência única! Se você optar em ir de carro, fique atento aos horários de subida e descida da montanha, é tudo bem controlado devido ao perigo da rota até chegar lá.

6 COMENTÁRIOS

    • Olha Juliana, lá no Valle em si é bem tranquilo mesmo! Agora a ida até lá é um pouco desgastante, são mais de 60 curvas bem fechadas ou seja? Da bastante enjoo sabe? Principalmente pra descer. É mais ou menos 1h30 de trajeto saindo de Santiago e desse tempo uns 20 minutos pelo menos são essas curvas.

  1. Post muito bacana sobre o Valle Nevado. Estive em Santiago esses dias, mas acabou não dando tempo de ir até o Valle Nevado. Mas adorei ver as suas fotos e ler o seu relato! A vista realmente é incrível e me deixou com mais arrependimento de não ter ido! hahaha Já vou deixar as dicas anotadas para quando tiver oportunidade.
    Fiz alguns posts sobre a cidade, tipo sobre o câmbio (http://wp.me/p7hV7E-19L), e um vídeo sobre como sair do aeroporto de transporte público (http://wp.me/p7hV7E-18g). Espero que contribuam complementando essas matérias lindas que você registrou. 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here